Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Renault Kwid E-Tech: impressões ao dirigir nas ruas

O Renault Kwid E-Tech é a proposta de mobilidade elétrica e urbana da marca francesa para o Brasil e está no mercado com preço sugerido de R$ 146.990.

Com porte subcompacto, o Renault Kwid E-Tech chega com motor elétrico de 65 cavalos e 11,5 kgfm, além de bateria de lítio de 26,8 kWh, que pode ser carregada em carga lenta em até 9 horas numa tomada de 220V.

Além disso, o Renault Kwid E-Tech permite ainda recarga rápida de 40 minutos (80% de carga) em estação de 30 KW, permitindo assim que se utilize o carro em frotas e app de carona paga nos centros urbanos.

Com autonomia de 298 km na cidade e 265 km em utilização cidade-estrada, o Renault Kwid E-Tech vai de 0 a 100 km/h em 14,6 segundos e tem máxima de 130 km/h, limitada a 100 km/h no modo de economia.

Pesando 977 kg e medindo 3,73 m de comprimento, o Renault Kwid E-Tech mantém o foco no porta-malas de 290 litros, tendo ainda um pacote de equipamentos melhor que a proposta nacional.

Importado da China, o Renault Kwid E-Tech externamente é igual ao modelo nacional, com detalhes diferenciados nos para-choques.

Com rodas de aço aro 14 polegadas, dotadas de calotas diferenciadas, o Renault Kwid E-Tech tem pneus 175/70 R14 e a boa altura vista no modelo nacional.

O modelo também tem faróis com regulagem interna de altura, por cabo.

Com bancos personalizados, o Renault Kwid E-Tech chama atenção pelos vidros traseiros elétricos, com comandos apenas nas portas traseiras.

Também tem botão seletor de marcha, além da multimídia com Android Auto e CarPlay, similar ao do Kwid nacional, além de ar condicionado, direção elétrica, vidros elétricos na frente, travas elétricas e retrovisores com ajuste igualmente automático.

O Renault Kwid E-Tech tem ainda cluster digital e bom porta-luvas, além de espaço interno semelhante ao do modelo brasileiro, com banco traseiro inteiriço para apenas duas pessoas.

Com piloto automático, o Renault Kwid E-Tech tem ainda controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa e seis airbags.

Renault Kwid E-Tech – Impressões ao dirigir

Já havíamos andado inicialmente no Renault Kwid E-Tech, mas isso foi num kartódromo e a experiência não é a mesma da vida real, no ambiente onde o pequenino da Renault rodará aqui no Brasil.

Então, este test drive foi promovido na cidade de São Paulo, onde o Renault Kwid E-Tech se mostrou em casa, com bom desempenho orientado exatamente para enfrentar o caótico trânsito da maior cidade da América Latina.

Ágil, o Renault Kwid E-Tech é rápido na saída, com aceleração de 0 a 50 km/h em 4,1 segundos, o que o deixa em vantagem em relação aos demais veículos a combustão.

Silencioso, o Kwid elétrico rapidamente deixa o trânsito para trás e garante retomadas pontuais, que agilizam seu deslocamento tanto em vias secundárias quanto nas principais.

Mesmo nas marginais da cidade, o Renault Kwid E-Tech se desloca muito bem, já que seu limite é de 130 km/h, sendo de 100 km/h no econômico.

Falando neste, a resposta ao acelerador fica mais lenta, mas ainda assim superior ao de um carro 1.0 aspirado, garantindo conforto e segurança ao dirigir.

Com direção elétrica leve, o Renault Kwid E-Tech também tem conjunto de freios adequado ao uso urbano, assim como sua suspensão tem a mesma robustez do Kwid nacional, enfrentando bem buracos, valetas e o piso ruim da capital paulista.

A estabilidade não é das melhores, algo que não surpreende vindo do Kwid, mas como também não tem proposta esportiva, segue bem no meio urbano.

O Renault Kwid E-Tech só não agrada por sua posição de dirigir, já que não possui ajustes de coluna de direção e assento, sendo mais desconfortável para condutores de estatura alta.

O espaço atrás não é dos melhores, mas para sua missão de ser um carro de aplicativo ou o segundo carro de casa, isento de rodízio na metrópole brasileira, a proposta é boa.

Ruim é o preço inicial de R$ 146.990, mas a Renault garante que em comparação com um carro popular 1.0, em três anos, o custo de propriedade do Kwid E-Tech se iguala.

Com custo de energia de R$ 0,06 km rodado ante os R$ 0,41 km/rodado de um carro 1.0 aspirado e flex, o Renault Kwid E-Tech tem seu lado vantajoso na hora de carregar a bateria, mesmo com o custo atual da energia.

Em breve, faremos a Avaliação NA com estrada e cidade, tendo assim uma impressão mais prática de seu uso no dia a dia, aguarde.

Renault Kwid E-Tech – Galeria de fotos

Via Notícias Automotivas https://ift.tt/vtVpkPT

source https://antoniocunhalima.blogspot.com/2022/09/renault-kwid-e-tech-impressoes-ao.html

Publicidade

Publicado por Antônio Cunha Lima

Olá, meu nome é Antônio Cunha Lima, tenho 47 anos e sou de Contagem, Minas Gerais. Sempre procuro aprender coisas novas para manter meu cargo protegido e dirigir tranquilo com minha família.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: