Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

São Paulo promete ajudar montadoras do ABC

São Bernardo do Campo já foi conhecida como a “Detroit brasileira”, pois, em seu auge, abrigou a maior parte das montadoras e autopeças do país, assim como as cidades do Grande ABC Paulista.

Empresas como Volkswagen, Karmann-Ghia, Scania, Ford, Mercedes-Benz, Toyota, Chrysler, General Motors, entre outras empresas do setor automotivo, se estabeleceram na região e converteram as cidades em polos industriais completos.

Contudo, desde os anos 90, com a chegada das newcommers, o processo de esvaziamento do ABC começou e várias montadoras reduziram suas atividades na região, especialmente nos últimos 10 anos.

Mais recentemente, a Toyota anunciou o fechamento de sua histórica fábrica na região de Piraporinha, enquanto a Mercedes-Benz em Taboão, revelou a intensão de cortar 40% do quadro e terceirizar as operações de sua fábrica de caminhões e ônibus.

Isso por ao lado dela, a antiga planta da Willys Overland do Brasil – histórica e tombada em sua sede – que abrigou depois a Ford, foi fechada e vendida para operações de logística.

Com o fim de operações de algumas delas, como a Karmann-Ghia e a Chrysler (VW Caminhões nos anos 90), a região foi perdendo seu parque automotivo e agora, com as últimas empresas chamando a atenção para a situação da região, o governo de São Paulo decidiu ajudar.

A Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado quer apoiar os fabricantes e as empresas de autopeças que ainda se mantém em São Bernardo e região.

O programa Pró-Ferramentaria é voltado especificamente para a indústria de transformação, fabricantes de veículos e autopeças, tendo uma carteira de crédito de R$ 40 milhões para apoiar o setor na região.

Também há o ProAtivo, Programa de Ampliação de Liquidez de Créditos a Contribuintes com Histórico de Aquisições de Bens Destinados ao Ativo Imobilizado, com R$ 200 milhões em créditos para empresas contribuintes do ICMS.

Ainda assim, os movimentos recentes não devem mudar de direção com a iniciativa, uma vez que a Toyota transferiu a operação para Sorocaba e ainda se mantém no estado.

Já a Mercedes-Benz, há muito tenta rever sua posição na região, chegando mesmo a buscar se expandir em Iracemápolis, mas a operação só resultou no atual campo de provas.

[Fonte: Diário do Grande ABC]

 

Via Notícias Automotivas https://ift.tt/cG2DPXN

from Blogger https://ift.tt/f4nIYHv
via IFTTT

Publicidade

Publicado por Antônio Cunha Lima

Olá, meu nome é Antônio Cunha Lima, tenho 47 anos e sou de Contagem, Minas Gerais. Sempre procuro aprender coisas novas para manter meu cargo protegido e dirigir tranquilo com minha família.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: