Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Golf 2020: motor, consumo, interior, versões, preços

O Golf 2020 foi o último ano/modelo do hatch médio da Volkswagen que foi comercializado no Brasil Ainda que importado.

Híbrido plug-in, o Golf 2020 encerrou a carreira do modelo da Volkswagen comercializado no Brasil desde 1998, tendo sido nacionalizado por duas vezes.

Usando o motor 1.4 TSI a gasolina, mais um motor elétrico, o Golf 2020 entregava 204 cavalos e 35,7 kgfm.

Com autonomia de 39 km, o Golf 2020 foi oferecido na versão GTE, com proposta esportiva, sendo um dos três esportivos que a Volkswagen disponibilizou na geração 7 do Golf, sendo eles GTI com gasolina, GTD com diesel e por fim o híbrido GTE.

O Golf GTE tinha a mesma potência do GTD movido a diesel e empregava um conjunto motriz complexo, com transmissão de dupla embreagem DSG, com uma terceira embreagem para o motor elétrico.

Golf 2020 – novidades

Prometido durante muito tempo, o Golf 2020, que chegou na versão GTE, só desembarcou no Brasil após o fim da produção do Golf nacional, após este ter saído de linha com a versão esportiva GTI.

Como novidade o Golf 2020 trouxe na versão GTE uma cor azul específica, assim como detalhes externos na mesma tonalidade deixavam o carro com a mais exclusivo.

Cortando rodas de liga leve esportivas, o Golf 2020 em sua versão GTE, estranhamente disponha de rodas aro 16 polegadas, diferindo do Golf GTI 2020 que tinha rodas aro 17 polegadas.

O motivo era o foco em eficiência energética, utilizando para isso um pneu de altura maior, da série 55, sendo este 205/55 R16.

Um Golf GTI também tinha como destaque o interior personalizado com tons em azul, cor predominante que indica foco em redução da poluição atmosférica e consequentemente um ar mais limpo.

O Golf 2020 podia rodar 39 km sem emissão de poluentes, dada a sua bateria de lítio, que permitia essa boa autonomia.

O Golf GTE também tinha desempenho de esportivo, indo de 0 a 100 km/h tem apenas 7,6 segundos e com velocidade final de 222 km/h.

Por dentro, o ambiente do Golf GTE era totalmente personalizado, com volante esportivo como do Golf GTI e também com painel digital personalizado, que podia ser configurado conforme o gosto do motorista.

Com paddle shifts, o Golf GTE e ainda mudanças manuais da alavanca, além de modos de condução, incluindo os modos híbrido e elétrico.

O GTI de ar condicionado dual zone, com multimídia Discover Media com tela de 8 polegadas, dotada de Google Android Auto e Apple Carplay, além de câmera de ré, navegação por GPS, sensor de aproximação, modos de condução e gestão de energia.

No habitáculo, havia ainda bancos esportivos com malharia xadrez de tons em azul e cinza, tendo teto e colunas em preto, ampliando a sensação de estar em um carro esportivo.

Com preço bem alto, o Golf GTI era um carro para poucos, sendo esses mais entusiastas, que teriam um produto que no futuro deverá valer muito dinheiro.

Eficiente, o Golf 2020 tinha média de consumo de 30,3 km/l na cidade e 33,2 km/l na estrada. Nestes termos, com um tanque de 40 litros, o GTE podia rodar 1.212 km na cidade ou 1.288 km na estrada, o que lhe garantia ir de São Paulo a Goiânia sem abastecer ou recarregar a bateria.

Golf 2020 – detalhes

O Golf 2020 era um hatch esportivo da versão GTE que tinha um design atraente, sendo um carro apreciado por seus detalhes em azul, que o tornavam o oposto do GTI, sempre com detalhes em vermelho.

Na gama alemã, o Golf GTD era cinza, fechando assim o trio de esportivos da família Golf, que ainda continua na geração 8.

Na frente, o Golf 2020 tinha faróis duplos de LED com assinatura visual em LED duplo, assim como repetidores de direção em lâmpadas comuns.

A grade afilada com grelha dotadas de elementos hexagonais, assim como friso cromado e azul, portava o logotipo GTE no lado direito do carro.

O para-choque envolvente tinha luzes diurnas em LED em forma de “C”, bem como molduras laterais envolventes, frisos cromados e grade central com espaço para o radar do controle de cruzeiro adaptativo.

Nas laterais, haviam badges do GTE, bem como retrovisores externos com controle elétrico, tendo ainda repetidores de direção e rebatimento automático. Estes eram na cor do carro, assim as maçanetas das portas.

As rodas de liga leve aro 16 polegadas tinham design aerodinâmico e eram calçadas com pneus 205/55 R16, sendo assim menores que o conjunto rodante do extinto Golf GTI nacional, que saiu de linha no ano anterior.

Na traseira, as lanternas em LED eram escurecidas e cortadas pela tampa do bagageiro, que tinha lavador e limpador na vigia, bem como desembaçador.

O conjunto tinha ainda defletor de ar no teto com luz auxiliar de freio, bem como para-choque com sensores de estacionamento e escape duplo cromado. O logotipo da VW ocultava a câmera de ré, enquanto o Golf 2020 tinha somente badge GTE na traseira como identificação.

No teto, vidro elétrico de tamanho acima do padrão e antena em estilo barbatana. Dentro, o ambiente do Golf GTE era escurecido com detalhes em azul, preto e preto brilhante, além de cromo.

O painel do Golf GTE tinha acabamento com material soft, tendo ainda cluster digital de 12,3 polegadas e configurável, com três visualizações, sendo uma clássica, uma focada em mapa e outra minimalista.

Para cada modo de condução, mudava-se a configuração, incluindo cores, fusionando-se informações do motor a combustão com o sistema híbrido ou elétrico puro.

Ao centro, o painel do Golf GTE tinha multimídia Discover Media com tela de 9,2 polegadas, tendo nele projeção para Android Auto e CarPlay, assim como câmera de ré, navegação por GPS, Bluetooth, SD, USB, gestão de energia e modos de condução, inclusive esportiva.

Abaixo, o ar condicionado era dual zone com comandos físicos e com porta-objetos com tampa logo abaixo, tendo ainda alavanca de câmbio com acabamento em aço polido, tendo seletor com comandos auxiliares.

Entre eles estavam os modos de condução, modo EV, Auto Hold, freio de estacionamento eletrônico e Park Assist.

Já o volante tinha três raios com detalhes em couro e aço polido, assim como tendo paddle shifts e ajuste de altura e profundidade da coluna de direção, com assistência eletro-mecânica.

Os pedais eram esportivos também, tendo ainda apoio de pé metálico, enquanto entre os bancos ficavam os porta-copos dianteiros com cinzeiro e acendedor de cigarros, uma herança dos tempos do tabagismo cultural.

Os bancos esportivos tinham malharia xadrez com tonalidade predominante em azul e tons de cinza, sendo revestido em tecido, mas com couro opcional, além de ajustes elétricos para o condutor.

Atrás, o banco era bipartido com apoios de cabeça e cintos completos, além de Isofix para cadeiras infantis.

Com saídas de ar condicionado no banco traseiro, o Golf 2020 tinha ainda teto solar elétrico com persiana elétrica, bem como luzes de leitura no teto preto, para-sóis com espelhos iluminados e retrovisor interno eletrocrômico.

Tendo vidros elétricos com one touch, assim como travamento central elétrico e retrovisores elétricos com rebatimento automático e desembaçador, o Golf GTE tinha chave presencial e botão de partida.

O bagageiro tinha 272 litros, sendo um pouco menor que o do Golf padrão por ter o tanque de combustível na traseira, sob o porta-malas e com sistema de captação de gases de evaporação.

A tampa tinha travamento elétrico e no interior havia ainda o cabo de recarga da bateria, assim como iluminação e rede para amarração de bagagem.

Golf 2020 – versões

  • Volkswagen Golf GTE

Golf 2020 – equipamentos

Volkswagen Golf GTE – Motor 1.4 TSI, motor elétrico e câmbio DSG de sete marchas, mais rodas de liga leve aro 16 polegadas, pneus 205/55 R16, faróis duplos de LED, assinatura em LED, luzes diurnas em LED, grade personalizada e para-choque esportivo.

Lanternas em LED, maçanetas e retrovisores na cor do carro, retrovisores com rebatimento elétrico e repetidor de direção, desembaçador do vidro traseiro, desembaçador dos retrovisores, vidros climatizados, para-brisa degradê, antena estilo barbatana e teto solar elétrico.

Câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, airbags frontais, airbags laterais, airbags de cortina, cintos de segurança dianteiros com pré-tensionadores, freios ABS com EDB, controle de tração, controle de estabilidade e assistente de partida em rampa.

Bloqueio eletrônico do diferencial, bateria de lítio, volante e alavanca em couro, volante multifuncional, paddle shifts, bancos esportivos, banco do motorista com ajustes elétricos, coluna de direção com ajuste em altura e profundidade, direção eletro-mecânica e alarme.

Ar condicionado dual zone, cluster digital, modos de condução, multimídia com tela de 9,2 polegadas, Android Auto e CarPlay, Bluetooth, USB, navegador GPS, porta-copos, porta-luvas com iluminação, iluminação no porta-malas, sensor de aproximação multimídia e luzes de leitura.

Para-choques na cor do carro, para-sois com espelhos iluminados, retrovisor interno eletrocrômico, cintos completos, apoios de cabeça para todos, vidros elétricos com one touch, travamento elétrico das portas e porta-malas, retrovisores elétricos, alças de teto e luz auxiliar de freio.

Abertura interna do bocal do tanque e do plugue de recarga externa, luzes de cortesia, soleira em alumínio, sensor de chuva, sensor crepuscular, controle de cruzeiro adaptativo, alerta de colisão, frenagem autônoma, alerta de ponto cego e alerta de tráfego traseiro.

Portas traseiras com travas de segurança para crianças e vidros elétricos com bloqueio na porta do motorista.

Golf 2020 – preços

  • Volkswagen Golf GTE – R$ 210.119

(*) preço da tabela Fipe – setembro/2022

Golf 2020 – motor

O Golf 2020 era equipado com dois motores, sendo um deles o EA211 1.4 TSI, de construção brasileira e exportado para a Alemanha, sendo abastecido apenas com gasolina nesse caso.

Com bloco de alumínio e 1.395 cm³, assim como seu cabeçote de quatro válvulas por cilindro, com duplo comando variável acionado por correia dentada, o 1.4 TSI tem injeção direta de combustível de alta pressão e turbocompressor com intercooler.

Entregando 150 cavalos a 4.500 rpm e 25,5 kgfm a 1.500 rpm, o 1.4 TSI em questão usava o ciclo Atkinson para funcionar em regime menor e ajudar a carregar tanto bateria quanto motor elétrico, este último de 102 cavalos e 33,6 kgfm.

Esse propulsor elétrico ficava montado entre o motor 1.4 TSI e a transmissão automatizada DQ-400E de dupla embreagem DSG de sete marchas, que tinha ainda uma terceira embreagem para se conecta ao motor elétrico.

Com todo o conjunto montado na dianteira e com tração nas rodas adjacentes, o Golf GTE tinha ainda modos de condução, bem como modo Sport na caixa e paddle shifts para mudanças no volante, ainda que pudessem ser feitas na própria alavanca.

O Golf GTE tinha ainda um pacote de bateria de lítio de 8,8 kWh, que ia junto ao pequeno tanque de 40 litros, tendo ainda um sistema de exaustão de gases atmosféricos.

Golf 2020 – desempenho

  • Volkswagen Golf 1.4 PHEV – 0 a 100 km/h em 7,6 segundos
  • Volkswagen Golf 1.4 PHEV – velocidade máxima de 222 km/h

Golf 2020 – consumo

  • Volkswagen Golf 1.4 PHEV – urbano – 30,3 km/l
  • Volkswagen Golf 1.4 PHEV – rodoviário – 32,6 km/l

Golf 2020 – manutenção e revisão

A rede Volkswagen está autorizada a fazer a manutenção do Golf 2020, mas não completamente toda, sendo apenas alguns revendedores treinados para atuar com sistemas híbridos e carregamento de energia.

Nas revisões, técnicos especializados fazem um check up das funcionalidades do carro, assim como da parte mecânica, como motor, câmbio, direção, suspensão e freios.

No serviço de revisão, itens como óleo do motor, filtro de óleo, filtro de ar, filtro de combustível, vela, fluido de freio, líquido de arrefecimento, correia em V, correia dentada, filtro do ar condicionado, palhetas dos limpadores, entre outros, fazem parte do pacote.

Já os itens de desgaste pode ser substituídos com custo extra, sendo eles pastilhas de freio, discos de freio, pneus, amortecedores, molas, buchas de balança, coxins de motor e câmbio, pivôs de direção, batentes das torres, entre outros.

Por fim, a rede VW tem serviços de funilaria, pintura, alinhamento, balanceamento, cambagem, recall, lavagem, limpeza oxi-sanitária, instalação de acessórios, tratamento de couro, entre outros.

Golf 2020 – ficha técnica

Motor 1.4 TSI
Tipo
Número de cilindros 4 em linha
Cilindrada em cm3 1395
Válvulas 4
Taxa de compressão 10:1
Injeção eletrônica Direta, turbo
Potência máxima 150 cv a 4.500 rpm (gasolina)
Torque máximo 25,5 kgfm a 1.500 rpm (gasolina)
Transmissão
Tipo Dupla embreagem de 7 marchas
Tração
Tipo Dianteira
Motor elétrico
Potência máxima 102 cv a 0 rpm
Torque máximo 33,6 kgfm a 0 rpm
Potência combinada 204 cv
Torque combinado 35,7 kgfm
Direção
Tipo Eletromecânica
Freios
Tipo Discos dianteiros e traseiros
Suspensão
Dianteira McPherson
Traseira Multilink
Rodas e Pneus
Rodas Liga leve aro 16 polegadas
Pneus 205/55 R16
Dimensões
Comprimento (mm) 4.276
Largura (mm) 1.799
Altura (mm) 1.484
Entre eixos (mm) 2.630
Capacidades
Porta-malas (L) 272
Tanque de combustível (L) 40
Carga (Kg) 455
Peso em ordem de marcha (Kg) 1.524
Coeficiente aerodinâmico (cx) 0,32

Golf 2020 – fotos

Via Notícias Automotivas https://ift.tt/SHz9aY1

from Blogger https://ift.tt/TedPnWM
via IFTTT

Publicidade

Publicado por Antônio Cunha Lima

Olá, meu nome é Antônio Cunha Lima, tenho 47 anos e sou de Contagem, Minas Gerais. Sempre procuro aprender coisas novas para manter meu cargo protegido e dirigir tranquilo com minha família.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: