Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Twister 2020: fotos, detalhes, cores, motor, consumo

A Honda Twister 2020 chegou ao mercado com novas cores e grafismos, mas também revelando uma edição especial, chamada de SE, trazendo como destaque a cor Azul Perolizado.

A street de perfil esportivo da marca japonesa está no mercado há mais de sete anos e é uma naked de acesso muito popular no mercado, vindo de uma linhagem que se iniciou com a CBX 200 Aero.

Fabricada em Manaus, a Twister é uma moto de 250 cilindradas que tem como rival a Yamaha FZ25, mais conhecida como Fazer 250, disputando com ela um mercado aquecido, apesar das poucas opções.

A Honda Twister segue uma linha de estilo mais conservadora que a rival da Yamaha, já que se tornou popular o suficiente para não se modernizar e nem se tornar mais agressiva.

No mercado de motos usadas, a Twister 2020 é uma motocicleta interessante, uma vez que mudou pouco desde seu lançamento no formato atual, lembrando que houve uma Twister anterior à Honda CB 300.

Twister 2020 – novidades

A Twister 2020 chegou ao mercado com novas cores e grafismos, sendo ela nas tonalidades prata com rodas pretas e vermelha com rodas vermelhas, além da “Special Edition”, que tinha a cor exclusiva Azul Perolizado.

Esta edição tinha ainda como destaque o painel black-out com computador de bordo e lanterna traseira e indicadores de direção em LED.

Além disso, a Twister também teve opção de cor amarela com rodas em preto, reforçando assim a proposta de esportividade da naked popular da Honda.

Segunda na hierarquia das streets da Honda, a Twister tem uma boa posição de pilotagem e ciclística confortável, o que lhe ajuda a conquistar mais e mais clientes, especialmente aqueles que sobem através da Honda CG Titan.

Tendo um tanque com boa capacidade, a Twister 2020 é uma motocicleta com motor forte, um monocilíndrico de quatro tempos com dois comandos de válvulas no cabeçote, além de quatro válvulas.

Refrigerado a ar, esse motor da Honda é derivado do propulsor de 300 cilindradas da Honda XRE 300, porém, como é menor, o motor da Twister 2020 entregava menos potência e torque que sua equivalente aventureira.

Com 22,4 cavalos na gasolina e 22,6 cavalos no álcool, além de 2,24 kgfm no primeiro e 2,28 kgfm no segundos, tendo assim uma boa disposição, especialmente em regimes mais baixos.

Incorporando um câmbio de seis marchas, que torna a condução melhor que na antiga CB 300, que só tinha cinco marchas, o que limitava seu desempenho.

Com suspensão traseira monoamortecida em estilo Pro-Link, a Twister 2020 apresenta bengalas convencionais, com discos de freio ventilados, com 276 mm na frente e 220 mm atrás.

Para manter o preço mais baixo, a Honda ainda disponibilizava a Twister 2020 com freios combinados, sem qualquer assistência eletrônica.

Os chamados freios CBS são obrigatórios por lei até 300 cm³, porém, alguns fabricantes de motos ignoram esse detalhe e apresentam motos com freios ABS desde a faixa das 160 cilindradas, como fez recentemente a Yamaha com a FZ15.

De certo modo, para a Honda é uma oportunidade de ampliar a gama e trabalhar os preços, mas para o consumidor é uma perda, visto que a Twister 2020 é menos segurança com freios combinados.

O sistema ABS impede o travamento das rodas, equilibrando bem as frenagens fortes e ajudando a evitar uma queda do piloto, bem como também reduz o desgaste das pastilhas.

Lançada em 2015, a Twister continua sendo a naked de média cilindrada mais vendida no país, tendo acumulado em 2022, nada menos que 28.045 unidades até agosto, enquanto sua rival, a Fazer 250, ficou com 20.588 emplacamentos.

No mercado de motos usadas, a Twister 2020 custa em média R$ 20 mil, independente da versão, ou seja, os freios CBS viram uma desvantagem nesse caso, sendo melhor comprar a Twister com sistema ABS.

Twister 2020 – detalhes

A Twister 2020 tinha um visual atraente, com frente tendo farol em estilo diamante com lente simples e lâmpada halógena comum, tendo a máscara envolvente, suportes para os piscas em LED.

Acima, o painel digital black-out era bem completo, com conta-giros, velocímetro, nível de combustível e computador de bordo, além de luzes-espia.

O guidão com acabamento preto e preso sobre uma mesa de aço, sustentava as manoplas e os manetes de aço, com acelerador, embreagem, piscas, pisca-alerta, buzina, partida, farol, lampejador do farol e corte de corrente.

Ele ainda sustentava os retrovisores aerodinâmicos ajustáveis, assim como o reservatório do fluido de freio dianteiro e o mecanismo do sistema CBS, nesse caso.

Já o tanque de 16,5 litros tinha tampa do bocal em estilo aeronáutico, com desenho volumoso e saias laterais com entradas de ar duplas e asa triangular.

O quadro lateral era protegido por uma moldura preta até a base do motor, enquanto as laterais da rabeta terminavam na lanterna compacta em LED, com as alças do passageiro logo acima e em liga leve.

O assento duplo tinha dois níveis e era bem confortável, feito para o piloto e o garupa ficarem bem durante longos períodos, permitindo uma viagem mais agradável fora da cidade.

Já o para-lama traseiro era pronunciado com suporte de placa, refletor e piscas em LED, dando à Twister 2020 um visual esportivo e chamativo, agradando bastante.

O escapamento longo era em preto-fosco com protetor cromado, com o passageiro tendo ainda pedaleiras em alumínio, fixadas no quadro de aço tubular de berço único.

A suspensão traseira era monoamortecida com molas helicoidal e amortecedor ajustável em carga, tendo ainda disco de freio ventilado de 220 mm com pinça de pistão único com sistemas CBS ou ABS.

A roda de liga leve aro 17 polegadas tinha pneu 140/70-17 e coroa com corrente protegida e pinhão no câmbio, cuja embreagem era multidisco em banho de óleo.

Com pedais do piloto recuados, a Honda Twister 2020 tinha uma posição de pilotagem adequada para sua proposta.

Tendo seu motor de 250 cilindradas prateado, a Twister tinha ainda suspensão dianteira telescópica com garfo dotado de bengalas comuns, com para-lama aerodinâmico e apêndices laterais.

A roda era de liga leve aro 17 polegadas com pneu 110/70-17, trazendo disco de freio único e ventilado, com 276 mm de diâmetro e pinça de dois pistões com sistemas CBS ou ABS, dependendo da versão.

Twister 2020 – versões e cores

  • Honda CB Twister CBS Prata
  • Honda CB Twister CBS Vermelha
  • Honda CB Twister ABS Amarela
  • Honda CB Twister CBS Azul Perolizado
  • Honda CB Twister ABS Azul Perolizado

Twister 2020 – equipamentos

Honda CB Twister CBS Prata – Motor de 250 cilindradas e câmbio de seis marchas, mais farol simples, piscas em LED, lanterna em LED, painel digital black-out, freios a disco nas duas rodas, rodas de liga leve aro 17 polegadas, pneus 110/70 na frente e 140/70 atrás e freios combinados CBS.

Bocal do tanque aeronáutico, partida elétrica, injeção eletrônica, pedaleiras esportivas, alças do garupa em liga leve, escape esportivo, pisca-alerta e pintura prata com rodas de cor preta.

Honda CB Twister CBS Vermelha – Itens acima, mais pintura vermelha com rodas vermelhas.

Honda CB Twister ABS Amarela – Itens acima, mais freios com ABS de dois canais e pintura amarela com rodas de cor preta.

Honda CB Twister CBS Azul Perolizado – Itens da Twister padrão, mais grafismos diferenciados e cor Azul Perolizado, tendo freios CBS.

Honda CB Twister ABS Azul Perolizado – Itens acima, mais freios com sistema ABS.

Twister 2020 – preços

A Twister 2020 tem preço bom, com valor de mercado de R$ 20 mil, um preço bem diferente do valor de tabela da CB Twister zero km, sendo que agora ela custa R$ 18.420 na versão CBS, enquanto a versão ABS contém preço de R$ 19.590.

Com a tendência do mercado de alta de preços, a Twister não escapou de alta nos preços quando usada, sendo supervalorizada ao ponto de custar mais que a nova.

Ainda assim, muitos estão negociando a Twister 2020 por um preço ligeiramente maior, influenciando diretamente os preços da tabela.

  • Honda CB Twister CBS Prata – R$ 20.132
  • Honda CB Twister CBS Vermelha – R$ 20.132
  • Honda CB Twister ABS Amarela – R$ 20.132
  • Honda CB Twister CBS Azul Perolizado – R$ 20.132
  • Honda CB Twister ABS Azul Perolizado – R$ 20.132

Twister 2020 – motor

A Twister 2020 tinha motor monocilíndrico de quatro tempos, com refrigeração a ar e cabeçote DOHC com duplo comando de válvulas, acionados por uma corrente lubrificada internamente.

Com diâmetro x curso de 71,0 mm x 63,0 mm, a Twister dispunha de escape único com catalisador, tendo taxa de compressão de 9,6:1.

Seu motor tinha 249,5 cm³ e entregava 22,4 cavalos a 7.500 rpm na gasolina ou 22,6 cavalos a 7.500 rpm no etanol.

O motor tinha ainda torques de 2,24 kgfm no derivado de petróleo a 6.000 rpm e 2,28 kgfm no combustível vegetal a 6.000 rpm.

Já o câmbio cíclico de seis velocidades tinha embreagem multidisco banhado de óleo com acionamento mecânico por cabo de aço.

Twister 2020 – desempenho

A Twister 2020 tinha um bom desempenho com aceleração de 0 a 100 km/h em torno de 12 segundos, dependendo muito das condições climáticas e locais.

Sua velocidade final é tida como sendo de 150 km/h, algo realmente bom para a naked, que assim pode transitar na estrada com mais segurança.

Com motor de boa potência e torque, a Twister tem uma boa resposta ao acelerador e mantém a velocidade de cruzeiro adequada.

  • Honda CB Twister – 150 km/h de velocidade final
  • Honda CB Twister – 12 segundos de 0 a 100 km/h

Twister 2020 – consumo

Já o consumo da Twister 2020 está adequado para sua proposta, com consumo urbano de 25 km/l na gasolina e 30 km/l na estrada, também com gasolina.

Com um tanque de combustível de 16,5 litros, a Twister teria autonomia 412 km na cidade e 495 km no caso de rodovia.

Tendo esse detalhe, a Twister pode rodar por uma boa distância e isso garante segurança na estrada, em trechos com poucos postos.

  • Honda CB Twister – 25 km/l na cidade
  • Honda CB Twister – 30 km/l na estrada

Twister 2020 – manutenção e revisão

A Honda Twister 2020 tem plano de manutenção específico no manual do proprietário do veículo, com intervalos regulares por km rodado e tempo em meses.

Nas revendas Honda, a Twister tem inspeção de alguns itens antes do serviço, entre eles motor, câmbio, suspensão, freios e parte elétrica.

O serviço de revisão consiste na troca de óleo do motor, filtro de ar, filtro de combustível, vela, fluido de freio, entre outros.

Dependendo das condições, são feitas trocas de itens de desgaste natural, tais como pastilhas de freio, discos de freio, pneus, lâmpadas, cabos, entre outros.

Nas revendas da Honda, são feitos serviços de reparação geral da moto, como troca de componentes em virtude de quedas, tais como espelhos retrovisores, farol, lanterna, carenagens laterais, guidão, rodas e pedaleiras, recall, entre outros.

As lojas da Honda também comercializam itens de segurança, acessórios e vestuário, incluindo capacetes, capas de chuva, capas para moto, protetores adicionais, bauletos, suportes, alarme, botas, jaquetas, luvas, viseiras, manoplas, manetes, entre outros.

Twister 2020 – história

A Twister 2020 era do quinto ano/modelo da motocicleta street de estilo naked esportiva da Honda, lançada originalmente em 2015 na segunda geração, visto ter sido comercializada anteriormente entre 2001 e 2009, quando era a CBX 250 Twister.

Como CBX 250, a Twister foi uma motocicleta bem apreciada pelo mercado, com vendas expressivas e seu visual, que destacava o motor monocilíndrico de quatro tempos, que tinha carburador.

Assim como o modelo vigente, seu motor tinha cabeçote DOHC com quatro válvulas, entregando 24 cavalos a 8.000 rpm e 2,48 kgfm a 6.000 rpm.

O câmbio tinha seis marchas e a suspensão traseira era igualmente monoamortecida, tendo disco de freio dianteiro apenas e escape cromado.

Com farol circular, a CBX 250 Twister evoluiu pouco, tendo ganhado mesmo apenas disco de freio na roda traseira.

O modelo foi substituído em 2009 pela moderna CB 300, que foi uma resposta da Honda para a Fazer, que na época já tinha injeção eletrônica.

Tendo motor maior, a CB 300 tinha 26 cavalos, mas seu câmbio era de cinco marchas. Foi sucedida pela CB Twister em 2015.

Twister 2020 – ficha técnica

Motor 250
Tipo
Número de cilindros 1 em linha
Cilindrada em cm3 249,5
Válvulas 4
Taxa de compressão 9,6:1
Injeção eletrônica Indireta
Potência máxima 22,4/22,6 cv a 7.500 rpm (gasolina/etanol)
Torque máximo 2,24/2,28 kgfm a 6.000 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão
Tipo 6 marchas
Tração
Tipo Corrente e pinhão
Partida
Tipo Elétrica
Freios
Tipo Disco dianteiro de 276 mm e disco traseiro com 220 mm
Suspensão
Dianteira Garfo telescópico
Traseira Balança monoamortecida
Rodas e Pneus
Rodas Liga leve aro 17 polegadas na frente e liga leve aro 17 polegadas atrás
Pneus 110/70-17 na frente e 140/70-17 atrás
Dimensões
Comprimento (mm) 2.065
Largura (mm) 0.753
Altura (mm) 1.072
Entre eixos (mm) 1.386
Capacidades
Bagageiro (L) ND
Tanque de combustível (L) 16,5
Carga (Kg) ND
Peso em ordem de marcha (Kg) 137
Coeficiente aerodinâmico (cx) ND

Twister 2020 – fotos

Via Notícias Automotivas https://ift.tt/M4kydWc

from Blogger https://ift.tt/gQTd57R
via IFTTT

Publicado por Antônio Cunha Lima

Olá, meu nome é Antônio Cunha Lima, tenho 47 anos e sou de Contagem, Minas Gerais. Sempre procuro aprender coisas novas para manter meu cargo protegido e dirigir tranquilo com minha família.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: