Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Palio 1.4: veja as versões que tiveram esse motor

O Palio 1.4 surgiu em 2006 com uma nova opção de motor para substituir o anterior 1.3 8V da família Fire, que até então fazia parte do portfólio do produto.

Com o 1.3 8V seguindo para modelos como Fiorino e Uno Furgão, o Palio adotou o 1.4 litro, antes não presente na gama nacional da Fiat, que chegou a ter o 1.25 16V (1.3) na oferta do compacto.

Portando o Fire 1.4, o Fiat Palio passou a ter melhor desempenho e economia, recebendo ainda duas atualizações desse propulsor antes da saída definitiva do hatch popular da marca italiana.

Antes, o Palio 1.3 tinha até 71 cavalos, mesmo usando motor flex, mas com o 1.4, a potência subiu para 81 cavalos, um importante ganho de 10 cavalos.

Todavia, ainda que o Fire 1.4 8V tenha sido um motor popular na Fiat, o Palio 1.4 só existiu basicamente em duas versões: ELX e Attractive.

Palio 1.4 – detalhes

O Palio 1.4 teve a versão ELX inicialmente, com carroceria de duas ou quatro portas, mudando para a versão Attractive quando houve a passagem para a segunda geração do Palio.

Quando surgiu, o Palio 1.4 na versão ELX tinha 80 cavalos na gasolina (13 a mais) e 81 cavalos com etanol, ambos a 5.500 rpm, tendo torque de 12,2 kgfm no primeiro e 12,4 kgfm no segundos, ambos a 2.250 rpm.

Mais forte que o anterior 1.3 8V, o Fire 1.4 permitiu que o Palio fosse de 0 a 100 km/h em 12,2 segundos e tivesse final de 166 km/h.

Com etanol, o 1.4 fazia 7,9 km/l na cidade e 9,7 km/l na estrada, enquanto a gasolina permitia fazer 10,2 km/l na cidade e 12,6 km/l na estrada.

Tendo esse conjunto, o Palio ELX compartilhou o mesmo com versões do Fiat Siena, Fiat Palio Weekend e Fiat Strada, entregando assim mais torque em baixa rotação, um pedido do consumidor, segundo a Fiat.

Na época, o Palio 1.4 partia de R$ 29.390 e a Fiat apostava que o consumidor trocaria o motor 1.0 pelo maior, porém, pelo menos no Palio, isso não se verificou, dado o modelo ter ficado cinco anos no mercado com apenas uma versão com esse propulsor.

Disponível na versão ELX, o Palio 1.4 tinha de série para-choques na cor do carro, com os faróis duplos de lente clara, tendo ainda grade em estilo pulseira e com retrovisores e maçanetas também na cor da carroceria.

Versão intermediária, trazia vidros verdes com para-brisa degradê, além de desembaçador traseiro e limpador com lavador.

Por dentro, o Palio ELX tinha luz interna temporizada, alças no teto, para-sois com espelhos e preparação para som com alto-falantes e antena no teto.

O Palio tinha ainda porta-luvas duplo, já que sem o airbag do passageiro (opcional), sobrava um espaço adicional acima do porta-luvas padrão.

Com bancos em tecido exclusivo, o Palio ELX trazia ainda o Fiat Code, bem como o sistema MyCar, abertura interna do porta-malas e bocal do tanque, conta-giros, retrovisores externos com controle interno, acabamento em tecido nas portas e iluminação no porta-malas.

Opcionalmente, o Palio 1.4 tinha ar condicionado, direção hidráulica, ajuste de coluna de direção, rodas de liga leve aro 14 polegadas, sensor crepuscular, sensor de chuva e trio elétrico completo.

Fora isso, o Palio ELX podia ter ainda airbag duplo, cintos dianteiros com pré-tensionadores, freios com ABS, sistema de som com CD Player e MP3, convertendo-se em um carro bem completo para sua proposta.

Assim, o Palio 1.4 seguiu seu curso ao longo de cinco anos, até a chegada da segunda geração “de jure”, que chegou ao mercado em 2011 como um novo carro completamente e substituindo a versão ELX pela Attractive.

Com a segunda geração do Palio 1.4, a versão Attractive chegou trazendo o mesmo conteúdo, mas com alguns itens de série, entre eles ar condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros e travas elétricas, porém, apesar da evolução, o produto não se modernizou tanto.

Já a motorização passou por uma atualização, passando o propulsor a ser chama Fire Evo, adicionando coisas como coletor de escape em aço e coletor de admissão novo, entre outros.

A potência subiu para 85 cavalos na gasolina e 86 cavalos no etanol, ambos a 5.750 rpm, enquanto os torques passaram a ser de 12,4 kgfm no derivado de petróleo e 12,5 kgfm no combustível vegetal, obitidos a 3.500 rpm.

Em 2014, a Fiat novamente atualizou o motor Fire Evo 1.4, passando este de 86 cavalos para 88 cavalos no etanol, mas não alterando rotação, potência com gasolina e nem os torques já conhecidos.

A mudança chegou até a série especial Fiat Palio Attractive Best Seller, que trazia acabamento interno com tecido exclusivo, retrovisores elétricos, rádio Connect CD player e MP3, USB, Bluetooth e  banco com regulagem de altura, entre outros.

Com spoiler traseiro na cor do veículo, faróis com máscara negra e adesivos Best Seller na colunas traseiras, a série especial surgiu para comemorar o único ano em que o Palio foi o carro mais vendido do país (2014), com o 13º ano de liderança da Fiat.

Palio 1.4 – versões

  • Fiat Palio 1.4 ELX
  • Fiat Palio 1.4 Attractive
  • Fiat Palio 1.4 Attractive Best Seller

Palio 1.4 – equipamentos

Fiat Palio 1.4 ELX – Ar condicionado, direção hidráulica, trio elétrico, airbag duplo, freios com ABS, som com CD e MP3, rodas de liga leve aro 15, sensor de chuva, sensor crepuscular, entre outros.

Fiat Palio 1.4 Attractive – Itens acima, mais motor 1.4 com potência e torque maior.

Fiat Palio 1.4 Attractive Best Seller – Itens acima, mais motor 1.4 com 2 cavalos a mais, além de detalhes em preto e bancos exclusivos.

Palio 1.4 – preços

  • Fiat Palio 1.4 ELX 2006 – R$ 19.908
  • Fiat Palio 1.4 Attractive 2011 – R$ 28.433
  • Fiat Palio 1.4 Attractive Best Seller – R$ 38.421

(*) preços da tabela Fipe – setembro/2022.

Palio 1.4 – motor

O motor Fire do Palio 1.4 é um motor antigo, projetado em meados dos anos 80 para servir aos carros pequenos da Fiat na Itália, tendo inicialmente 0.8 litro, mesmo com quatro cilindros em linha.

O Fire – Fully Integrated Robotised Engine – era um motor bem moderno para sua época, mesmo com algumas versões com carburador.

Ele teve originalmente versões 0.9, 1.1 e 1.2 litro, porém, só chegou ao Brasil em 2000, quando substituiu os motores da Fiasa, projetados nos anos 70 para o mercado brasileiro.

A Fiat acrescentou aqui a versão 1.0 8V ou 16V, assim como o 1.25 ou 1.3 (1.242 cm³) também com cabeçotes de 8V ou 16V, sendo estes a base de motores da marca italiana.

Contudo, o 1.3 se mostrou fraco e acabou trocado pelo 1.4, mais forte e ainda hoje usado pela Fiat.

Palio 1.4 – desempenho

Palio Attractive 1.4
Palio Attractive 1.4
  • Fiat Palio 1.4 – 12,2 segundos e 166 km/h
  • Fiat Palio 1.4 Nova geração – 11,8 segundos e 167 km/h
  • Fiat Palio 1.4 Atualização – 12,2 segundos e 173 km/h

Palio 1.4 – consumo

  • Fiat Palio 1.4 – 7,9/9,7 km/l e 10,2/12,6 km/l
  • Fiat Palio 1.4 Nova geração – 7,4/9,8 km/l e 9,5/12,8 km/l
  • Fiat Palio 1.4 Atualização – 7,4/9,3 km/l e 10,8/13,5 km/l

Palio 1.4 – fotos

Palio Attractive 1.4 Via Notícias Automotivas https://ift.tt/sCtFLUg

source https://antoniocunhalima.blogspot.com/2022/10/palio-14-veja-as-versoes-que-tiveram.html

Publicidade

Publicado por Antônio Cunha Lima

Olá, meu nome é Antônio Cunha Lima, tenho 47 anos e sou de Contagem, Minas Gerais. Sempre procuro aprender coisas novas para manter meu cargo protegido e dirigir tranquilo com minha família.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: