Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Rússia: Ford sai do país e Kia prepara as malas

A Rússia está perdendo cada vez mais montadoras, porém, o país ainda é uma incógnita sobre sua capacidade de absorver todo o parque industrial instalado e sustentar os empregos.

É importante frisar que estamos observando apenas os fabricantes de veículos estrangeiros na Rússia, sendo que todas as empresas ocidentais saíram ou sairão do país, deixando milhares de desempregados, que terão de ser resgatados por Moscou.

Entre as montadoras, a Ford vendeu sua participação de 49% na Sollers por apenas € 1,00, porém, há uma cláusula no acordo em que há opção de recompra das ações por parte da americana “caso a situação global mude”.

Realmente é um exercício de futurologia saber quando novamente os fabricantes europeus, americanos e japoneses voltarão à Rússia, ainda mais que a escalada da Guerra da Ucrânia não parece ter fim.

No caso da Ford, a montadora americana já estava debandando do país em 2019, com o fechamento de três fábricas, restando apenas uma operação menor para fazer a Transit com a Sollers.

Além disso, Jim Farley, CEO da Ford, já havia demonstrado publicamente sua preocupação com o conflito em março: “Nós da Ford estamos profundamente preocupados com a invasão da Ucrânia pela Rússia e a segurança do povo ucraniano”.

Com a saída da Ford, a Rússia agora espera pelas marcas que restaram e a próxima pode ser a Kia, que já prepara as malas para embarcar de volta para a Coreia do Sul.

Tendo a Hyundai assumido esse mesmo caminho, a Kia não deve insistir em manter-se com uma fábrica parada e tendo que arcar com salários sem produzir.

Woo-Jeong Joo, vice-presidente executivo da Kia, disse: “Se você me perguntar um fator negativo para as vendas, eu diria que a volatilidade na Rússia pode acelerar no próximo ano e o próprio mercado automobilístico pode fechar completamente por um tempo”.

No caso da presença, Joo comentou: “Podemos considerar fazer apenas um negócio de pós-serviço, porque basicamente não podemos fornecer carros lá.”

A Ford entregou 22.000 unidades este ano e a Kia 57.000 em 2022.

[Fonte: Auto News]

 

Via Notícias Automotivas https://ift.tt/WZuVEQC

from Blogger https://ift.tt/WhUnIiF
via IFTTT

Publicidade

Publicado por Antônio Cunha Lima

Olá, meu nome é Antônio Cunha Lima, tenho 47 anos e sou de Contagem, Minas Gerais. Sempre procuro aprender coisas novas para manter meu cargo protegido e dirigir tranquilo com minha família.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: